Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Chic'Ana

“Não posso mudar a direção do vento, mas posso ajustar as minhas velas para chegar sempre ao meu destino” by Jimmy Dean

Chic'Ana

“Não posso mudar a direção do vento, mas posso ajustar as minhas velas para chegar sempre ao meu destino” by Jimmy Dean

Terrorismo: És tu, sou eu!

Nos últimos tempos as noticias centram-se todas no terrorismo, é na televisão, é na internet, é no rádio, enfim, por todo o lado. Hoje de manhã pude comprovar que o terrorismo não é mais aquele conceito distante e que apenas acontece aos outros. Não, ele está bem ao nosso lado, bem perto de nós.

Não assisti a nenhum atentado bombista nem a nenhuma troca de tiros, mas assisti a algo que para mim também é terrorismo, outras formas de terrorismo. Ora vejam:

  • Ia um senhor a atravessar, já a meio da passadeira, quando um outro condutor ultrapassa o que estava parado, e foi por uma unha negra que não embateu no peão. Com a velocidade a que ia, garanto que estaria mais uma vida em risco;
  • No metro, quando entra alguém grávida, com dificuldades motoras, com crianças ao colo, subitamente existe uma grande azáfama para os que estão sentados começarem a dormir, a jogar nos telemóveis, tudo para que não tenham de levantar a cabeça e olhar ao redor oferecendo o seu lugar;
  • Ao sair do metro, estava um senhor invisual, a procurar as escadas para descer, as outras pessoas passavam por ele, desviavam-se da bengala, mas nada de o ajudar. Esta situação tocou-me muito, fiquei bastante triste por ver em que estado se encontra a sociedade. Lá me dirigi apressadamente ao senhor e encaminhei-o para o sitio correto. 1 minuto do meu tempo significou imenso para aquela pessoa;
  • Corridas de carros que acabam por sacrificar quem se encontra ainda a trabalhar, ou a dirigir-se para casa após um cansativo dia de trabalho (como as noticias que podemos ver hoje).

 

Agora digam-me, não é isto também terrorismo? Não está presente em cada um de nós? Podemos mudar? A resposta é sim, podemos mudar e fazer a diferença, podemos ser mais tolerantes, mais simpáticos e com gosto em ajudar. Podemos aprender a dizer sim, um sim constante, ao invés da indiferença e de nãos automáticos. Podemos parar para refletir qual o caminho que estamos a seguir. Podemos plantar uma semente neste mundo que está a ficar doente.

Não somente através da colocação de filtros no facebook, atenção que eu não discordo, mas também não concordo a 100%, pois o facebook é uma ferramenta mundial, estar a preferir a França ao invés de outros países não é correcto, é estar a erguer ainda mais muros do que aqueles já existentes. E existem tantas mortes inocentes por este mundo fora..

 

Vamos mudar sim, enquanto pessoas, vamos fazer a diferença no nosso pequeno mundo, pois pequenos gestos levam a grandes alterações. Vamos ser todos como a Mafalda:

tumblr_n04781qzpR1qdkmopo1_1280.jpg

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.