Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Chic'Ana

“Não posso mudar a direção do vento, mas posso ajustar as minhas velas para chegar sempre ao meu destino” by Jimmy Dean

Chic'Ana

“Não posso mudar a direção do vento, mas posso ajustar as minhas velas para chegar sempre ao meu destino” by Jimmy Dean

Little B a escolher a profissão desde pequenina..

No nosso prédio existem bastantes cães, a pequenita está habituada a ouvir o ladrar constante dos mesmos e não lhe faz a mínima confusão. Quando vê um cão mais eriçado, limita-se a ficar a olhar para ele com um olhar de "porque não te calas?"

No outro dia, decidiu que queria fazer umas festinhas a um cão.. "Não faz mal, diz a vizinha, ele é muito mansinho!".. Festas para aqui, festas para ali, mas a curiosidade residia mesmo no focinho.. ver os olhos a mexer, os bigodes a mexer, a boca a abrir e a fechar.

Quando dou por mim, tenho a pequenita a enfiar a sua mão, pequena, pequenina, dentro da boca do animal, a tentar abrir a boca ao cão e a espreitar para o seu interior...

 

Foi num piscar de olhos!

 

Digo que não, que não pode mexer na boca do cão...Teimosa, assim que me apanha distraída, não vai com uma, mas sim com as duas mãos tentar novamente abrir a boca do cão. Observa, observa, que parte estranha do animal é aquela que se mexe tanto!?

Ficou o resto do tempo a atirar-se em voo picado para dentro da boca do animal. (Felizmente correu tudo bem e não levou nenhuma dentada).

 

Agora, vamos a apostas: Dentista ou Veterinária!? 

 

564643_497088006970876_831147698_n.jpg

 

Quem não tem cão...

Tenho uma amiga que tem a mobília de casa toda roída. Desde a mesa, às cadeiras, aos sofás... O cão dela em pequenino não lhe deu descanso um minuto..

 

Agora compreendo bem o que ela passou, não tenho cão, mas tenho uma bebé, uma roedora em crescimento, e conta apenas com dois dentes!

 

Digam-me, há alguma forma de proteger tudo o que esteja abaixo do nosso joelho? Já lhe comprei uns quantos mordedores, mas ela acha mais piada a tudo o que não é indicado para colocar na boca.

 

dentinhos2 (1).jpg

 

Qual o objeto preferido da Little B para roer? Os cortinados!!! Não lhe podemos pegar ao colo e fechar os estores, que quando começamos novamente a andar, o cortinado vem agarrado à boca da pequenina.

 

Estarei de volta sexta-feira com um "One Smile a Day" delicioso! Vou aproveitar estes dois dias para descansar. Um bom feriado a todos.

 

Lembram-se do passatempo do Bruno? Daqui a pouco sai o resultado!

Uma bebé com etiqueta

Uma das nossas regras quando ainda estava grávida foi: Não comprar brinquedos ou outros acessórios que fosse possível escolher mais tarde de acordo com o desenvolvimento da bebé.

 

Os brinquedos da Little B foram todos oferecidos por pessoas que a vieram visitar, de todas as cores e feitios, de diferentes texturas, musicais, etc.. Mas nada, nada bate a parte fundamental de um brinquedo e com a qual ela adora brincar..

Adivinham qual é? 

DSC_0623.JPG

A etiqueta… Ainda dizem que a minha bebé não tem etiqueta? Tem várias! Ai de mim se as recorto dos brinquedos, depois não brinca com eles…

O Sono do M

As primeiras noites da pequenina não foram fáceis, acordava constantemente, ora com fome, ora com dores, ora com algo que a estivesse a incomodar, como ter saído do quentinho da barriga.

Chorava, chorava a plenos pulmões.. e que belos pulmões que ela tem! Foi a característica mais enaltecida na maternidade onde reinava silêncio, excepto no nosso quarto.

 

Como o M tinha de trabalhar, eu fiquei responsável pelos choros da noite, para ele conseguir descansar minimamente..

Little B: Uáaaaaaaaaaaa! (de forma contínua e cada vez mais sonora)

Lá vai a Ana, passear de um lado para o outro com a babé que chora cada vez mais... Olho para a cama, e o M continua a dormir profundamente..

Chic' Ana: Como é que é possível que ele consiga dormir com este berreiro que para aqui vai?

Passados 15 minutos de choro contínuo, já com a fralda mudada, massagens feitas na barriga, passeio dado, faltava testar a teoria da fome. Fui ao frigorífico, retirei um biberão com o meu leitinho e toca de experimentar.

Little B, mal vê o biberão cala-se.

Recosto-me na cama, de forma silenciosa, agito o biberão...

M: O que foi? O que se passa? Porque é que estás a fazer tanto barulho!?

Chic' Ana

 

A pequena está num berreiro tremendo há mais de 20minutos e ele acorda com tudo em silêncio quando eu agito um biberão!

 

minino_minina_bebe01.png

Sozinha com a bebé, e agora?

Quem pensa que a licença de maternidade é um tempo para descansar, para aproveitar e relaxar, está muito enganado. Há sempre imensas coisas para fazer, um bebé tão pequenino exige cuidados constantes e das duas uma, ou somos nós que andamos mais ou menos decentes, ou é a nossa casa que anda decente. As duas coisas? Não é impossível, mas é complicado.

 

Passados 15 dias, o pai regressou ao trabalho e eu fiquei sozinha com a Little B. Tinha uma lista de coisas que deveria fazer naquela manhã e ter o almoço preparado para ele se despachar e regressar ao trabalho.

 

Pela hora de almoço, depara-se com uma Ana completamente despenteada, a casa caótica e a bebé a dormir que nem um anjinho contrariando toda a desarrumação que se fazia sentir..

 

M: Ligaste para os técnicos da manutenção dos elevadores?

Chic' Ana: Não, não consegui!

M: Conseguiste telefonar para o hospital e marcar o exame?

Chic' Ana: Não..

M: Pelo menos deste a volta ao quarto da menina?

Chic' Ana: Também não..

M: Então mas o que é que fizeste a manhã toda?

Chic' Ana: Consegui descascar um pepino e cortar em rodelas  Bom almoço!!

 

maternidade.jpg