Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Chic'Ana

“Não posso mudar a direção do vento, mas posso ajustar as minhas velas para chegar sempre ao meu destino” by Jimmy Dean

Chic'Ana

“Não posso mudar a direção do vento, mas posso ajustar as minhas velas para chegar sempre ao meu destino” by Jimmy Dean

Profissões em Portugal.. Que futuro?

Ultimamente há muita gente que me tem perguntado qual o curso a seguir, quais as perspetivas de carreira e mais importante ainda, se devem optar entre o que realmente gostam de fazer e a rentabilidade. A minha opinião é a de que devem tentar conjugar as duas vertentes ao máximo: unir o gosto, e o perfil de cada um, à perspetiva de empregabilidade. Sejamos sinceros, toda a gente sabe que se o sonho for seguir a profissão de professor ou assistente social, mais vale escolheram outro curso dentro da mesma área, ou não, que tenha mais saídas profissionais asseguradas.

 

Uma antiga professora de secundário sempre me disse: “Ana, o que é que nunca irá acabar? Pessoas e Máquinas! Se escolher algo dentro destas duas áreas não terá qualquer problema”. E é verdade, hoje estive a consultar as profissões em falta em Portugal, atenção, porque mesmo com a crise instalada no panorama nacional, ainda há muitas profissões com falta de mão de obra especializada. São elas:

 

  • Área Tecnológica: Redes, Programação, Analistas de Sistemas;
  • Gestores de Risco e Controllers de Gestão;
  • Marketing Relacional e E-commerce;
  • Operações e Logística;
  • Automação;
  • Saúde - Medicina;
  • Turismo.

 

Todos estes cursos exigem esforço e dedicação, uns mais que outros, é verdade. Mas não é preferível procurar a dificuldade nestes anos ao invés do facilitismo e termos mais oportunidades no futuro?

ibge-pedagogia-texto-q-58.jpg

 

 

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.