Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Chic'Ana

“Não posso mudar a direção do vento, mas posso ajustar as minhas velas para chegar sempre ao meu destino” by Jimmy Dean

Chic'Ana

“Não posso mudar a direção do vento, mas posso ajustar as minhas velas para chegar sempre ao meu destino” by Jimmy Dean

One Smile a Day com.. a Maria Grace

A minha convidada desta semana é a Maria Grace, autora do blog Histórias da Alma. É um blog relativamente recente, mas que já me conquistou, pela simplicidade, pela profundidade, pela partilha de pensamentos e acima de tudo porque me faz muitas vezes pensar no rumo a seguir. A autora é de uma simpatia e disponibilidade de assinalar, sempre disposta a uma troca de palavras ou simplesmente um sorriso.

"A vida é apenas uma passagem, e os momentos vividos, sejam bons ou maus, são necessários para o nosso crescimento, mas se deixarmos que seja o AMOR a guiar sempre as nossas atitudes, pensamentos e vontades, a Alma viverá FELIZ". Esta é uma frase que resume a essência do blog que vos convido a descobrir.

Desde que me conheço, que sempre fui uma pessoa muito calma. Até demais. Quer em casa, ou no trabalho. Podemos considerar tanta calmaria uma qualidade, mas quando é em excesso pode ser prejudicial. Muitas vezes, quando dou por mim, tanto é o silêncio que se faz na minha mente, já estou a vaguear, nem eu sei bem por onde. Como se costuma dizer fico a pensar na “morte da bezerra”. Se bem que por vezes, é um bem necessário, abstraimo-nos de tudo à nossa volta, de forma a conseguirmos alcançar o nosso equilíbrio. Mas adiante…

Confesso que nunca fui muito amiga da cozinha, ou melhor dizendo, do fogão (inclino-me mais para o lava loiça), mas claro, aprendi a cozinhar, embora não seja uma MasterChef. Por isso, nunca me entendi muito bem com as frutas e os legumes, quando tinha, e ainda hoje, tenho de os escolher no supermercado. É um verdadeiro martírio.

Quantas vezes levei tomates verdíssimos ou bananas cruas, à minha mãe, quando me pedia para ir às compras, que ela abanava a cabeça e dizia “E tem esta rapariga 24 anos!”.

Até que um dia, o meu marido decidiu que já estava na hora de eu aprender a selecionar a fruta. Afinal a miúda era pequena, e não podia ser sempre ele a fazer as compras! Muito bem!

Sentei-me e ouvi a sua explicação. (o “atentamente” é melhor não pôr):

- Seguras o Melão, e apalpas a parte de baixo, para ver se emite um som oco, ou não! - explicou ele,aproveitando uma bola de rugby que tínhamos lá para casa, para exemplificar. Foi o objeto que descobrimos, mais parecido com um melão,

Eu absorvia toda aquela informação, ou pelo menos achava que sim, mas dias depois vim a constatar que não.

- Percebeste? - perguntou ele. Ao que eu respondi prontamente – Sim, sim! Tudo!

Passados uns dias, de regresso a casa, passo pelo Pingo Doce e pensei “É hoje que vou comprar o meu primeiro melão”, e lá entrei toda orgulhosa na loja.

Cheguei à bancada onde estavam os nossos amigos. Grandes, Médios, Pequenos, todos virados para mim.Todos iguais! TODOS!

Confesso que ainda estremeci. Mas, não me deixei ir abaixo.

Peguei num Melão….

Olhei para ele. E claro, ele olhou para mim. (Como sou muito calma, devo ter ficado ainda 1 minuto a olhar para a bendita fruta, com ela na mão).

Nem imaginava que tinha mirones ali perto.

Com a mão fechada ( tal e qual me tinha ensinado o marido), bati várias vezes no melão “ToC! ToC! ToC!!

Olhei uma última vez para ele.

Encostei o melão ao ouvido!

NADA!!!!!

Nenhum som.

Tentava eu entender o que estava a fazer de errado, quando de súbito aparece, não sei vindo de onde um homem, que me pergunta, com um sorriso de orelha a orelha:

- Estava há espera de resposta???

Claro que percebi que tinha acabado de fazer um figurão, com o raio do Melão, na mão.

Balbuciei um “Sim”, quase mudo, fiz aquele sorriso de Gioconda, virei as costas e fui-me embora.

Conclusão. Agora, quando me explicam alguma coisa, tento sempre não ouvir pela metade, senão já sei que dá barraca. E tento regular a minha calma para os 40%,, para o resto poder ficar atento.

E isto para mim, foi sem dúvida uma lição de vida. Que figurão!!!!

 

Obrigada, muito obrigada por esta bela partilha.. Uma escolha de melão que acabou com um grande melão! Ahahaha, para a próxima, fazes como eu quando vou às compras...

 

melao.jpg

1 comentário

Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.