Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Chic'Ana

“Não posso mudar a direção do vento, mas posso ajustar as minhas velas para chegar sempre ao meu destino” by Jimmy Dean

Chic'Ana

“Não posso mudar a direção do vento, mas posso ajustar as minhas velas para chegar sempre ao meu destino” by Jimmy Dean

One Smile a Day com.. a Mãe dos PP's

A minha convidada de hoje na certa vai trazer sarilhos a dobrar. Duvidam? Não o façam! Não fosse ela a Mãe dos PP's, a autora do blog com o mesmo nome A Mãe dos PP's. Este blog surgiu em Agosto do ano passado, com o intuito de nos falar sobre a sua experiência da maternidade em todas as dimensões em que esta existe: componente pessoal, componente comportamental, muito humor... Tem dois meninos com uma diferença aproximada de dois aninhos, estão numa das idades mais engraçadas, em pleno crescimento e o blog é quase um diário, condimentado por uma personalidade fantástica e sempre de sorriso pronto. Não a conhecem? De que estão à espera?

 

Ora bem, não conhecem o pai dos PP´s, mas adianto-vos que temos personalidades e pontos de vista muito diferentes. A bem dizer nós fazemos parte de "os opostos atraem-se".


Eu sou muito brincalhona e ele é todo certinho e dependente das suas rotinas.Eu adoro uma boa palhaçada e como tal, uma boa picardia.
Quando estávamos a preparar o casamento, já eu tinha o vestido escolhido, os sapatinhos, o véu e todas essas coisas que fazem parte de uma noiva.
No entanto, havia um pormenor que eu ainda não tinha escolhido: A liga.


A liga (que a bem dizer acho que não serve para nada) que eu escolhi tinha nada mais, nada menos que um pom pom azul que quando se apertava ou carregava nele tocava a marcha nupcial. Sou uma pessoa que gosta de vestir discretamente, mas pensei que seria bom tirar o noivo do sério um pouquinho. No fundo, eu sabia que se fosse ele a escolher, escolheria algo mais "decente".


Chegado o grande dia, toda eu muito nervosa e levada ao altar pelo meu pai, dei a mão ao noivo e a celebração começou. Sendo católicos praticantes, optámos por celebrar o matrimónio com Missa o que dava para estar sentadinhos a escutar a homilia e as sábias palavras do sacerdote. A meio da celebração ele mete a mão na minha perna e aquilo começa a tocar a marcha nupcial. Na primeira vez ele não disse nada, da segunda vez que aconteceu segreda-me ao ouvido:" mas será um convidado meu ou teu que meteu esta música no telemóvel?" Esforcei-me para não me rir e respondi: "aposto que é convidado teu e que horror toda a gente ouve isto na Missa"


Bem, terminada a cerimónia e seguindo para as fotografias, os comes e bebes lá se passou um dia muito feliz e bonito das nossas vidas.


Há noite (não vou contar os pormenores,descansem) ele ajudou-me a tirar os ganchinhos do cabelo e nisto levo a mão á perna e carrego na liga. Diz-me ele: " Eu devia ter calculado logo que isto era coisa tua, tens que fazer sempre uma malandrice onde for e em que momento for!" Rimos os dois a bom rir e ainda hoje ele diz que eu tenho uns" timings" do caraças para as minhas palhaçadas!


A liga,coitada, já está sem pilhas, mas muito bem guardada.
Espero que tenham gostado.

 

Tenho a certeza que, tal como eu, esboçaram um sorriso e já sabemos a quem é que os PP's saem com forte personalidade e um pouquinho terríveis vá! A culpa é toda da mãe.... e do pai também que também contribuiu!

Muito obrigada por esta bela partilha!

 

mentirinhas_284.jpg

 

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.