Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Chic'Ana

“Não posso mudar a direção do vento, mas posso ajustar as minhas velas para chegar sempre ao meu destino” by Jimmy Dean

Chic'Ana

“Não posso mudar a direção do vento, mas posso ajustar as minhas velas para chegar sempre ao meu destino” by Jimmy Dean

One smile a Day.. com a Ana

Bem que a Ana desta história poderia ser eu, mas não posso, nem quero, retirar qualquer crédito à Ana Rita, autora do blog Conversas, Café & Sorrisos e do blog Dentro de Mim. A Ana é uma pessoa extremamente acessível e muito simpática que adora conversar, o que é bastante evidente na sua escrita, tendo sempre uma palavra amiga para nos transmitir. Adora a família, escrever, ler, passear e boa disposição, contagiando os outros em redor.

No primeiro blog poderemos encontrar um pouquinho de tudo: reflexões, momentos mais pessoais, curiosidades. No segundo blog encontramos a moda em destaque com conjuntos diversos e sempre bem bonitos!

 

E, vamos lá...  

A empresa onde trabalho está sediada perto de Alcochete numa zona industrial ao pé de campos de cultivo e de criação de gado (sim a vista é linda, vaquinhas e mais vaquinhas).

 

Estava eu muito satisfeita a ir para a minha pausa em alegre cavaqueira com as minhas colegas. No edifício onde trabalho as portas são de vidro e enormes com um hall também em vidro.

 

De repente quando já estávamos a passar no hall alguém diz “Olha ali um gafanhoto em cima, tão grande!”.

 

Os meus alarmes de pânico começaram a soar, comecei a hiperventilar e a suar por todos os lados. Conforme olho para cima lá estava aquela “coisa” alienígena ENOOOOOORME escarrapachada no vidro a alguns centímetros da minha cabeça.

 

Perdi o norte, virei-me ao contrário e desatei a correr para dentro da recepção. Só me esqueci mesmo foi que só uma das portas automáticas é que abria muito lentamente e fiquei literalmente tipo poster colada ao vidro. Estão a imaginar um pega monstro? Pronto era isso à escala real de 1.56cm!

 

Para piorar, naquele momento havia umas quantas pessoas na recepção que claro, com o estrondo olharam todas ao mesmo tempo para mim.

 

Foi a risota geral, eu com cara de pânico esborrachada contra o vidro fiquei de todas as cores e mais algumas de vergonha.

 

E o desgraçado do gafanhoto lá continuou na sua vidinha agarrado ao vidro como se nada fosse (até ele deve ter gozado comigo, que vergonha).

 

E pronto, desde esse dia, sou várias vezes gozada por causa dessa situação.

 

Da próxima vez certifica-te de utilizar as portas de emergência, imagino que sejam bem mais rápidas do que as tradicionais! =) 

ga090125.gif

 

Muito obrigada por esta partilha fantástica! Gostei imenso!

5 comentários

  • Imagem de perfil

    Chic'Ana 15.04.2016 09:44

    nem imaginas o que me fartei de rir quando recebi a história.. O gafanhoto deve ter ficado a pensar que animal estranho era aquele a fugir dele!
  • Imagem de perfil

    Nay 15.04.2016 09:50

    Exactamente... "que espécie é esta que se atira contra as superfícies"?!?!?
  • Imagem de perfil

    Chic'Ana 15.04.2016 09:52

    "E eu que pensava que era o único a saltar assim grandes distâncias e a aterrar onde me apetecesse, bom, mas tenho de lhe ensinar umas coisinhas, porque tenho muito mais estilo"
  • Imagem de perfil

    Nay 15.04.2016 09:53

    Ahahah
    Realmente os bichos devem achar-nos muito estranhos
  • Comentar:

    CorretorEmoji

    Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

    Este blog tem comentários moderados.