Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Chic'Ana

“Não posso mudar a direção do vento, mas posso ajustar as minhas velas para chegar sempre ao meu destino” by Jimmy Dean

Chic'Ana

“Não posso mudar a direção do vento, mas posso ajustar as minhas velas para chegar sempre ao meu destino” by Jimmy Dean

O drama do verniz

Quem faz natação, gosta sempre de ter as unhas dos pés arranjadas todo o ano e não apenas no verão. Mas isto pode tornar-se um verdadeiro problema. Ora vejamos, fazer unhas de gel, gelinho, manutenções, etc. está fora de questão, seria muito caro e danificava-as, portanto, toca de as pintar em casa...

 

Pintar corre bem (a maior parte das vezes). Como os dedinhos, dos pés, andam geralmente no chão, não são vistas com tanta precisão como as das mãos, portanto, desde que não se falhe muito o alvo, a coisa corre bem e parece que estão pintadas por uma profissional.

 

Agora, se já a pintar recorro a alguns truques, o que hei-de dizer quando é para tirar o verniz?

O que me acontece frequentemente?

  • Ficar com algodão colado às unhas - ainda não percebi como é que isto é possível;
  • Ficar com verniz em locais onde se recusa a sair, o que me dá um aspecto de unhas malhadas;
  • E por último, espalhar a tinta por todo o lado, sujando os pés todos. Se for verniz vermelho, então parece que tenho os pés todos cortados.

 

Digam-me sff que não sou a única a quem isto acontece...

 

quasela.jpg

 

1 comentário

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.