Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Chic'Ana

“Não posso mudar a direção do vento, mas posso ajustar as minhas velas para chegar sempre ao meu destino” by Jimmy Dean

Chic'Ana

“Não posso mudar a direção do vento, mas posso ajustar as minhas velas para chegar sempre ao meu destino” by Jimmy Dean

A Liberdade - Tu tens?

O tema deste mês do desafio palavras (quase) perfeitas é deveras pertinente: Liberdade!

 

Liberdade, o que é? Se perguntarmos a qualquer pessoa se acredita que é livre e se este é um conceito positivo, seguramente que recebemos uma resposta afirmativa. Mas afinal.. o que é isto da liberdade?

 

Liberdade é no fundo o direito de agir segundo o livre arbítrio, de acordo com a vontade de cada um, desde que, não coloque em causa outras pessoas, que não seja prejudicial. É a expressão tão utilizada: “A liberdade termina quando começa a liberdade do outro”.

É uma sensação de libertação, sem quaisquer amarras e dependência.. Mas será que a temos realmente? Que poderemos ser espontâneos, autónomos? Sim, desde que a liberdade seja acompanhada de responsabilidade e respeito. Se tivermos estes dois aliados sempre em consideração, então sim, somos livres, de outra forma, somos apenas loucos.

 

Loucos se acreditamos que podemos mover o mundo sem esforço, loucos se pensamos que o dinheiro não passa de um componente material, não, não é o mais importante, mas.. e as doenças que se podem curar com ele?! E as oportunidades que se abrem com ele? E o quanto podemos ajudar outros?! Somos loucos, loucos se pensamos que a nossa vontade manda impera, loucos se pensamos que somos mais importantes que todos os outros, loucos por fazer das questões raciais uma guerra, loucos por questões religiosas, políticas ou até futebolísticas ditarem mortes… Loucos!

A loucura não anda de mão dada com respeito e responsabilidade e como tal, o nosso voo de liberdade será bem mais brando, bem mais baixinho…

 

 

No meu entender, os voos mais altos dão-se nos sonhos. Nos sonhos não prejudicamos ninguém: podemos invadir os espaços uns dos outros, podemos criar as nossas próprias lutas, podemos voar, saltar, gritar, tendo a imaginação como limite. Uma imaginação contida num sonho, uma liberdade trancada na nossa mente.

 

No dia a dia, somos livres sim, mas somos livres com responsabilidade e respeito! E é assim a liberdade, a minha liberdade! E a vossa, como é? 

mentirinhas_549.jpg

 

Este desafio foi criado pela Cris e podem ver o resultado de Março aqui. Qualquer um é livre de participar e é muito engraçado ver as várias formas como cada blogger interpreta a mesma questão.

Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog tem comentários moderados.