Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Chic'Ana

“Não posso mudar a direção do vento, mas posso ajustar as minhas velas para chegar sempre ao meu destino” by Jimmy Dean

Chic'Ana

“Não posso mudar a direção do vento, mas posso ajustar as minhas velas para chegar sempre ao meu destino” by Jimmy Dean

O que um passarinho nos pode ensinar?

Admito que quando recolhemos o passarinho no chão, e o alimentámos nunca esperámos receber tanto, mas tanto em troca!

Mal chegámos a casa no sábado, apareceu logo o nosso amigo para nos receber. Parecia que estava com saudades, carente, nós queríamos fazer as nossas coisas e ele não saía de ao pé de nós. Queríamos acabar as obras, pintar o que estava em falta e ele sempre de volta dos apetrechos. Incrível... Isto é normal num passarinho?!

 

O seu lugar favorito continua a ser sem dúvida as cabeças, quer estejam cobertas por chapéus ou não, adora...

 

Assim que fomos buscar a caixa da comida, ficou maluquinho, reconheceu-a de imediato e queria entrar para dentro dela. Chegou mesmo a cair de cabeça dentro da caixa, ficando todo amarelo. 

IMG_20160910_112244.jpgSó descansou quando comeu da nossa mão.

IMG_20160910_112305.jpgPodíamos ter qualquer outro animal de estimação, mas este é definitivamente especial pois nunca esperámos tal demonstração de carinho, de amizade, de um passarinho, que é livre e que escolhe ficar por perto!

Amanhã tenho uma história hilariante para contar que o envolve.

 

As partidas do Facebook

E vamos lá então começar por contar alguns dos episódios que mais me marcaram nestes tempos em que estive ausente.

 

Na última semana de trabalho, estava eu em amena cavaqueira com duas pessoas da blogoesfera no chat do facebook, quando a Ana G. teve a brilhante ideia de trocar as voltas à Vih, e colocar o seu nome também como Chic Ana. Como a Vih estava no tablet não percebia com quem se encontrava a conversar - é verdade, fizemos-lhe a vida negra - mas foram somente 10 minutos.

A Ana G. tentou alterar novamente o seu nome para o nome corrente (tratava-se do seu facebook pessoal e as pessoas poderiam estranhar). Eis senão quando é surpreendida com a seguinte mensagem:

 

13617426_1233239356716777_31663890_n.jpg

 

O facebook pregou-lhe a partida de volta e não a deixa alterar o nome de perfil até perfazer 60 dias. 

 

O que nos rimos o resto da tarde. Portanto já sabem, há duas Chic's por aí neste momento e muitos curiosos a tentar perceber porque é que a Ana G. tem a mania que é chique!

Suporte_5991.jpg

Mais uma vez, tenham atenção, pois nunca se sabe quem que se encontra por trás do monitor. Neste caso, tratou-se de uma brincadeira. Mas quantos casos não terminam mal?

 

A versão da Vih aqui

 

Tudo uma questão de companhia..

O segredo da felicidade reside na companhia perfeita.

companhias.jpg

 

Quem mais tem amigas sempre tão compreensivas? A amizade é um pilar fundamental na vida de cada um, e esta pode vir de qualquer parte: colegas de trabalho, colegas de faculdade, amigos de décadas, família. Não importa há quanto tempo são amigos, há laços de amizade que se estabelecem num piscar de olhos e que ficam e ganham uma importância enorme.

São eles que nos ajudam a ultrapassar as dificuldades, são eles que estão para sorrir connosco e dividir as tristezas que nos assolam.

Cuidem de um amigo diariamente pois ele é um dos bens mais preciosos que temos!

 

E por falar em boas companhias, hoje estou na companhia de uma excelente blogger. Atualizo o post daqui a pouco!

 

 

A Correspondência

Estava eu a subir a rua, quando vejo o carteiro muito atarefado com um saco azul gigante numa mão e com uma pilha de correspondência na outra mão (Para terem tempo de fazer todas as entregas por vezes parecem autênticos malabaristas e palmilham grandes distancias para poupar o combustível).

 

Chic’ Ana: Quer ajuda?

Carteiro: (quase em desespero) Sabe para onde é este saco azul? Pode ver a morada por favor?

Chic’ Ana: Claro que sim. Olhe, o saco azul é para mim!

 

Começo logo a pensar nas últimas operações bancárias do saco azul.. Não me digam que me calhou algum dinheirinho!! Um saco muito suspeito, sem remetente, sem necessidade de assinar, estranho!

 

Carteiro: Ah que bom, livrou-me do maior peso. Já agora veja se há mais alguma coisa nesta pilha de cartas e leva já para cima.

Chic’ Ana: Tenho aqui duas contas, e esta também é para mim!

Carteiro: Para si?? Então mas chama-se Sr. Dona Chique??

Chic’ Ana: É… É… (a gaguejar), é uma brincadeira…

Carteiro: O que inventam hoje em dia. Olhe que só lhe dou a correspondência porque já a conheço há muitos anos..

 

Chego a casa e abro rapidamente o envelope que diz Sr Dona Chic’ Ana e que bela surpresa no seu interior. A Pink enviou-me uma bela carta com instruções de abertura e tudo, tendo em conta alguns dos meus posts, ora vejam:

 Mafalda.png

 

"Abre-me longe de uma Espreguiçadeira!

"Abre-me longe de um quadro eléctrico!

"Não tenhas medo de mim, eu não sou uma panela de pressão"

"Espero que não tenhas autocolantes nas unhas enquanto me abres!

  

Fiquei com um sorriso parvo no rosto o resto do dia, isto porque realmente existe alguém do outro lado, que gosta de nós, que se preocupa, que se recorda dos posts que mais a marcaram! É mesmo muito gratificante.. OBRIGADA!!!! Obrigada por este belo presente… Pelos sorrisos trocados e pelo livro da Mafalda que tão bem compôs o ramalhete!!

 

Ah, quanto ao saco azul, foi equivalente à caixa de ar que a Débora recebeu na Suíça, um saco gigante para o transporte de uma mala, sem qualquer dinheiro no seu interior! E o carteiro com todos os cuidados a transportar ar....

 

É o último dia do Passatempo, já todos concorreram?

O que é Nacional, é bom!

Hoje venho falar-vos de Ludgero Santos, ou, como é mais conhecido no “nosso meio” O Corvo.

Já tinha ouvido falar, e bem, de um livro, “O Perfume da Savana”, que tinha despertado a minha curiosidade por se passar em África, e ter vários colegas que são deste continente. A forma como o obtive é que é muito curiosa.

 

Ora, na semana passada andava a vaguear pelos blogues do Sapo e fui parar ao Sítio do Corvo, onde tinha um texto que aparecia cheio de caracteres estranhos. Como não sou de deixar passar estas pequenas coisas, comentei o que via e gerou-se uma troca de e-mails para descortinar e resolver o problema. Fomos trocando opiniões, conversando, e no final, o Ludgero disse que me iria enviar um livro seu para ler. Fiquei completamente rendida e emocionada com esta atitude – existem pessoas capazes de nos surpreender.

 

Segunda-feira cheguei a casa e tinha este belo presente à minha espera, com direito a dedicatória e tudo.

 

Ludgero.bmp

 

É uma história de amor, um amor puro, verdadeiro e proibido: Daniel apaixona-se por Isabel, uma mulher casada, com uma filha, numa época dominada por regras e preconceitos, onde a imagem social é deveras importante. Será tarde demais, para estas duas pessoas, que nasceram para serem felizes juntas, o sejam realmente?

O livro explora toda a componente social, cultural e pessoal - mentalidades fortes, vincadas por questões raciais e estatutos, numa altura em que África é uma colónia portuguesa.

Uma leitura muito agradável, recheada de boas surpresas, mas também de acontecimentos que nos fazem refletir, pensar e mesmo ficar com alguma raiva. Deixa-nos as emoções à flor da pele.

Estou muito curiosa para o terminar. Será que termina em beleza ou com uma enorme tragédia? Fica a questão em aberto…

 

 

O livro foi-me oferecido sem qualquer compromisso, contudo senti-me tentada a escrever sobre ele. Este post serve precisamente para dar a conhecer o que de bom se faz em português. Temos de valorizar mais o que é nacional, temos de publicitar e de dar a conhecer os excelentes autores que temos. Há tanta qualidade por este país fora…

Faz-me lembrar um pouco a procura incessante por destinos paradisíacos, paisagens magníficas, esquecendo por vezes que Portugal é um pequeno tesouro à beira mar plantado.

 

Muito obrigada por esta bela surpresa!

 

 

Quanto ao resultado do passatempo decidi inovar, e, ao invés da utilização do random, fui pesquisar locais que me pudessem dar um número e que fossem acessíveis a todos. Considerei os 3 últimos dígitos, como o passatempo teve 364 participações, ficou o número 80.

Sendo assim, o vencedor de hoje é a Ana Ferreira, Muitos parabéns, vou enviar-te um e-mail.

Vencedor.bmp

 

 

Não desistam, porque terei mais passatempos, e o próximo será diferente!