Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Chic'Ana

“Não posso mudar a direção do vento, mas posso ajustar as minhas velas para chegar sempre ao meu destino” by Jimmy Dean

Chic'Ana

“Não posso mudar a direção do vento, mas posso ajustar as minhas velas para chegar sempre ao meu destino” by Jimmy Dean

Ovos contaminados e Portugal

Ontem ao ver as notícias deparei-me com a seguinte: 

Entretanto, à Lusa, fonte do ministério de Capoulas Santos explicou que o que lançou o alerta às autoridades europeias foi o caso de uma transação na Bélgica com ovos que estavam sinalizados e foram comprados por um cidadão português. Segundo apurou a TVI, trata-se de um construtor civil que, enquanto consumidor final, foi àquele país fazer tal aquisição.

 

M (uma gargalhada enorme)

Chic' Ana: Então, o que se passa?

M: Sinceramente, passam explosivos, passam bombas, passam drogas, traficam tudo e mais alguma coisa, mas um português compra ovos na Bélgica, para consumo próprio, e é ativado logo todo um mecanismo de defesa e segurança?!

12547599_1721051261451474_753774894_n.jpg

 

Foi uma questão que ficou no ar. Realmente como é que é possível que detetem meia dúzia de ovos e tantas outras coisas mais importantes são completamente ignoradas?! E já agora porque é que um construtor civil vai à Bélgica comprar ovos? São assim tão mais baratos?! Acho que há qualquer coisa que não bate certo nesta notícia...

Atualização de estado..

O que eu sonho para as minhas noites...

urso dorminhoco.jpg

 

O que realmente acontece: uma rambóia na barriga! "Party all night long"

 

urso polar.jpg

 

Qualquer sítio ao longo do dia serve para isto...

 

ae3bc8aabd5c191e2cb80d992e41ff3a.jpg

 

 Oh Não! Adormeci outra vez.. toda torta! E o ciclo recomeça..

images (2).jpg

 

Manter o blog com posts diários tem sido bastante complicado, pelo que vou reduzir para 3 posts por semana ou os que conseguir fazer, sem promessas! Fica a promessa sim, que venho aqui sempre que conseguir e claro que vos acompanharei!

 

As noites mal dormidas

Já tinha ouvido falar que as noites mal dormidas seriam uma realidade, mas ainda não tinha sido atingida pelas mesmas.

 

Este fim de semana foi para esquecer.. Não tinha posição para nada:

- dormir de barriga para baixo está fora de questão, não funciona, desde as primeiras semanas;

- dormir para o lado direito não é aconselhado;

- dormir de barriga para cima a partir das 30 semanas, no meu caso, foi inconcebível, a bebé já estava pesada e eu acordava cheia de falta de ar por causa da pressão nos pulmões.

 

O que resta? Dormir para o lado esquerdo. Experimentei a técnica da almofada, quer entre as pernas (estabiliza a coluna), quer para apoiar a barriga! Descoberta de ambas as noites: Conhecem a história da princesa e da ervilha?! Em que uma princesa é de sangue real se detetar a presença de uma ervilha debaixo de imensos colchões?

 

Pois bem, a minha Little B é uma princesa: detetou que existia ali uma presença estranha e toca de pontapear a almofada TODA a noite! TODA a noite... Mudei a almofada de sítio e ela continuou a perseguir a almofada e a pontapear a mesma, até eu desistir de a utilizar..

Não, não queria acreditar que isto pudesse ser mesmo assim e na segunda noite voltei a insistir.. afinal a mãe é que manda, certo?! ERRADO!

 

bbpagao0014.jpg

 

Já participaram no passatempo? É hoje o último dia!

One smile a day... com a Anita

E para desanuviar do post de ontem, nada melhor que o regresso do One Smile a Day! A minha convidada de hoje é a Anita, autora do blog Não me canso disto. E eu, definitivamente, que não me canso de ler o seu blog, onde nos apresenta maioritariamente as aventuras dos seus 5 príncipes, é verdade, 5 pequenotes com idades tão variadas e com características tão próprias de cada idade e que nos fazem sorrir. É quase como um diário onde nos relata momentos do seu dia a dia. Tem uma personalidade que cativa qualquer um e que nos deixa sempre à vontade. Não conhecem? Não deixem de espreitar, com certeza que vão gostar! 
 
Obrigada pelo convite. Depois de muito pensar, a história que vou contar é sobre o meu marido. Isto faz com que a minha cabeça esteja a "prémio", mas depois de tantos anos com uma vida em comum, as histórias dele, também são as minhas. 
"À 20 anos atrás, ou mais, quando namorávamos, estávamos às compras numa superfície comercial, quando eu fiquei para trás a ver um produto.
O meu marido (namorado na altura) não reparou e seguiu. Como era suposto eu ir ao lado dele, ele "deu-me" a mão. Mas sentiu algo diferente: pelos, uma mão maior, mais forte,... depois da sensação estranha, olhou para o lado e estava de mão dada com um homem. 
 
Voltou para trás, à minha procura, e quando chegou ao pé de mim, muito vermelho, disse que eu só lhe fazia coisas assim..."
 
Esta é portanto uma homenagem, recordando uma situação engraçada, à minha cara-metade por estarmos juntos à 22 anos, com situações boas, engraçadas, e outras menos boas, mas sempre a apoiarmo-nos mutuamente.
  
E esta foi definitivamente uma história que me encantou, não só pelo insólito da situação em si (pode acontecer a qualquer um), mas pela bela homenagem que lhe prestas ao recordar o tempo em comum e o carinho com que o fizeste! Altos e baixos, todas as relações têm e são esses momentos menos bons que a fortificam e lhe dão fôlego para mais uns bons anos em comum.
 

617dbcc76ece71df1012599742995c64.jpg

 

Muito obrigada por esta participação. Gostei muito!

 

Aproveitem o fim de semana para participar que termina já na próxima segunda feira! "Justiça Cega", é o livro que proponho!

Pág. 2/2