Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Chic'Ana

“Não posso mudar a direção do vento, mas posso ajustar as minhas velas para chegar sempre ao meu destino” by Jimmy Dean

Chic'Ana

“Não posso mudar a direção do vento, mas posso ajustar as minhas velas para chegar sempre ao meu destino” by Jimmy Dean

O que ficou do casamento..

Quando se vai a um casamento, assistimos a uma grande variedade de comportamentos. Comportamentos esses que aprovamos, outros que nos fazem alguma confusão, outros que repudiamos por completo.

 

- Crianças que ao invés de se comportarem como tal: brincarem com as outras, brincarem com os jogos tradicionais e didáticos existentes no recinto, correrem, sujarem-se, porque faz parte, e ninguém leva a mal, não. Os pais trazem os tablets e telemóveis dos pimpolhos (desde bebés a adolescentes)… um powerbank não chega, pois a bateria termina rapidamente e podem não existir tomadas por perto… As crianças olham para os powerbanks como se de um tesouro precioso se tratasse…! Não, ainda não estou habituada a este comportamento e acho que me vai custar muito aceitar esta nova realidade…

- As mochilas ao invés de jogos, brinquedos, bonecas, transportam cabos, baterias, material elétrico;

- Se convidas uma criança para brincar ou dançar, ela revira os olhos e manda-te a ti fazer figurinhas na pista;

 

Compreendo que em casa as crianças brinquem sozinhas e que por vezes é difícil cair em tentação e enveredar por estes novos brinquedos, contudo, quando estão em contacto com as outras, é mesmo isto que deve ser privilegiado e mesmo incentivado. Faz parte do crescimento o contacto humano, as primeiras discussões, as contrariedades, as birras, as quedas…

 

E depois no meio de isto tudo, como se fosse um raio de luz, reparas numa criança completamente diferente de todas as outras: Deliras, quando és atropelado por um carrinho de bonecas, ouves um “Desculpe!” e uma correria continuada como se não houvesse amanhã!

 

mentirinhas_343.jpg

 

Fui convidada pelo Delito de Opinião para escrever um texto à minha escolha, curiosamente vai ao encontro do tema de hoje: As crianças! Neste texto abordo principalmente a hiperatividade e os problemas com que nos deparamos. O meu sincero obrigada pelo convite. Não deixem de espreitar, aqui! Mais uma portinha que se abre para a minha vida =)

 

Hoje estou também com a Mãe dos PP's, a dar-lhe música.. conseguem adivinhar qual a música que me faz ficar no carro? Ora ide lá espreitar! 

 

RansomWare

Sexta-feira foi um dia em que todos nós queríamos ter tido direito a tolerância de ponto... E eu acabei por ter, da parte da tarde, só que forçada! (Nunca ouviram a expressão "Careful What You Wish For"? Pois eu aprendi a lição!)

 

Estes últimos dias foram marcados pela visita do Papa, pelo Benfica ter ganho mais um campeonato e por termos feito História ao ganhar o Festival da Eurovisão (parabéns Salvador, Luísa e todos os outros que contribuíram para esta possibilidade). Só que os acontecimentos não ficaram por aqui, não...

 

Os dias foram marcados também por um ciber-ataque, em 150 países que fez mais de 200 mil vítimas (maioritariamente empresas, mas também residenciais), sim, os números ainda não são definitivos e a tendência é a de aumentarem quando as pessoas regressarem ao trabalho e ligarem os computadores.

 

Este vírus, conhecido por RansomWare, é um vírus que encripta a informação total presente no computador, ou seja, não a elimina ou destrói, mas impede que os utilizadores consigam aceder a ficheiros, programas, enfim, à totalidade do computador, a menos que paguem um resgate em bitcoins.

 

As diretivas são para que as pessoas liguem o PC sem estar ligado à Internet / rede, procurem no ambiente de trabalho um ícone com as mãos dadas... Se existir este ícone, o PC está de facto corrompido, se tiveram a sorte de escapar, então sim, liguem-no normalmente à Internet e façam figas para que as atualizações automáticas ou mesmo o e-mail não o traga e contamine o PC.

 

Eu não tive sorte, e o meu PC foi contaminado... Daí o meu silêncio a partir de sexta-feira ao almoço..

Se não vos responder, já sabem... ainda estou infetada!

 

Atualização: verifiquem se têm algum ficheiro tasksche a correr no PC, se o tiverem, mesmo sem o ícone, estão contaminados.

 

Nota: Pelo que percebi, e a partir das pessoas que me rodeiam, apenas dois sistemas operativos do Windows foram afetados - O Windows 7 e o Windows XP. Espero que esteja tudo bem por esses lados...

 

ransomware.jpg

 Para mais informações sobre este ataque / vírus, consultem o SAPO Tek, aqui.

 

Mas como nem tudo são más notícias, hoje estou também neste cantinho com uma entrevista que adorei, do princípio ao fim.. E que por todo o carinho me conseguiu colocar com uma lágrima no canto do olho!! OBRIGADA!!!

Será possível haver tanta distração?

Eu posso ser bastante desastrada, mas quanto a pessoas despassaradas a minha irmã bate-me aos pontos.

 

Ora, ela vai estagiar para um lugar novo e mal sabe que transportes utilizar. Domingo à noite, bastante nervosa com os preparativos: colocou o telemóvel a carregar, organizou a mala e combinou com uns colegas apanhar o mesmo autocarro, mas em paragens distintas, consoante fosse mais fácil.

Na manhã seguinte, estávamos as duas a apanhar o metro quando a minha mãe me liga a informar que a K tinha deixado o telemóvel em casa. Escusado será dizer que entrou logo em pânico, pois não tinha como coordenar com os restantes. Depois de uns quantos “ai, ai”, “e agora?”, “não tenho tempo para voltar para trás…”, lembrei-me que tinha o número da colega dela gravado no meu telemóvel e emprestei-lho para pelo menos avisar do sucedido.

 

K: Estou, colega?

Colega: Não, não é a colega.

K: Peço desculpa, devo ter o número errado.

Colega: Não, não, o número realmente está certo, só que ela esqueceu-se do telemóvel em casa e deve estar num drama pois não consegue contactar ninguém..

K: Ah, deixe lá, eu também me esqueci, sou uma colega dela e estou a telefonar do telemóvel da minha irmã!

 

Chic’ Ana: Já percebi porque é que vocês se entendem tão bem…

 

Um cenário em que necessitam de estar contactáveis e é isto. Uns pecam por utilização em excesso do telemóvel, estas criaturas pecam por defeito. Sei que a enfiei dentro do autocarro… Mais tarde saberei se ela regressa! (Espero eu).

 

mentirinhas_696.jpg

 Não se esqueçam de participar no passatempo que termina já esta semana!

Férias: As tecnologias

E para finalizar as minhas dicas de como sobreviver às férias, nada melhor que terminar a falar das tecnologias. Pois bem, elas podem ser uma maravilha para nos mantermos em contacto, para nos mantermos atualizados.. Mas nas férias tenham a noção de que o mais importante é a diversão, é o tempo dividido com a família e com os amigos, são os sorrisos trocados, são as brincadeiras na areia e no mar.

Troquem o tablet por um bom livro, troquem o telemóvel por um baralho de cartas ou qualquer outro jogo, troquem o computador por um belo gelado! Troquem a bela da selfie por um mergulho no mar, troquem as noites de emails pelas noites de descontração num bar, num passeio, apreciem a vida noturna, tão rica nestas alturas. São estes momentos que nos conferem excelentes memórias.

 

Vivam o presente, não o passado nem o futuro. Nas férias e em todos os momentos da vida, o presente é o que mais importa ou não tivesse o nome que tem. O passado não pode ser alterado, o futuro apenas desejado e trabalhado, portanto, vamos lá!

 

Truque número 10: Façam Off às tecnologias!

praia sem tlm.jpg

E é já hoje que termina o passatempo. Boa sorte a todos!  

A Era da Tecnologia

Apesar das inúmeras tecnologias e meios de comunicação existentes, cada vez é mais difícil comunicar.

 

As pessoas ditas reais, estão cada vez mais distantes, privilegiando-se a utilização de recursos tecnológicos: as pessoas preferem trocar mensagens e interagirem através de dispositivos do que se sentarem calmamente num café, de conversarem cara a cara, de trocarem sorrisos e momentos divertidos.

Hoje em dia, é o número de fotos que colocam no facebook que é verdadeiramente importante, é o número de amigos que têm nas redes sociais. Os amigos não se adicionam, conquistam-se!

São julgadas pela interação que têm no mundo virtual, enquanto que o real é cada vez mais descurado. Não se esqueçam que no facebook e em outros locais, só se divulgam as boas noticias – são fotos de passeios, viagens, férias, grandes carros e comezainas.. Será que representam mesmo a realidade?

 

Antigamente, a sala, que servia como ponto de encontro para toda a família, hoje é uma divisão vazia – cada um vai para o seu quarto, fecha a porta e perde-se o contacto. Como ficam então a criação e o estabelecimento de laços que tão importantes são?

 

Segundo Einstein, "o dia em que a tecnologia ultrapassar a interatividade humana o mundo terá uma geração de idiotas". Será que não alcançámos já este dia?

mentirinhas_696.jpg

 

 

E o porquê desta reflexão? Porque ontem telefonaram para um colega meu a informar que se tinha esquecido dos filhos na bomba de combustível. Segundo ele, estava entretido com o telemóvel, meteu-se no carro e arrancou, enquanto que os filhos tinham saído do carro e andavam por ali.. E por lá ficaram, até alguém lhe telefonar e contar o sucedido.

 

mentirinhas_789.jpg

 

Bom feriado! Aproveitem bem esta pausa a meio da semana.

Sorte.. no Azar

Sempre fui péssima em testes de escolha múltipla ou em questões de verdadeiro ou falso. Se me dessem um teste de desenvolvimento, perguntas extensas, estava no paraíso: Era ver a Ana a escrever, a escrever, a gastar folhas de ponto, completamente preenchidas (secalhar vencia os professores pelo cansaço e davam-me boa nota). Contudo, em questões de hipótese simples, direta, baralhava-me de tal forma que era sempre ao lado, sempre, sempre ao lado.

 

Aqui há uns tempos, a Bruxinha, que está super grávida, lançou um desafio - tirou uma foto à sua barriga e pela análise da forma, etc., tínhamos de adivinhar o sexo da criança.

Ora, eu não podia faltar a tal chamamento, e como tenho um condão especial para adivinhar estas coisas, respondi sem qualquer margem de dúvida que era uma menina. Fui a única a escolher tal opção! Seria bom sinal? Claro que sim, todas as outras tinham de estar erradas!!

 

Uma semana mais tarde, chegou-me um belo presente à caixa do correio por ter adivinhado o sexo da criança.

Foto Brinde.png

Mais uma vez falhei redondamente. A Bruxinha está à espera de um belo rapaz, contudo, dei-lhe uma falsa esperança por uns míseros dias...

 

Acho que foi a primeira vez em que falhei e recebi um presente em troca, com uma mensagem toda catita e da qual me ri bastante. Assim sim, vale a pena! (Os brincos são mesmo giros, já os andava a namorar na loja online há algum tempo, pelo que foi um duplo presente).

 

Ainda existem dúvidas que o Sapo é claramente uma plataforma de Blogs com gente dentro?! Se dúvidas existiam este fim de semana desfiz mais uma, conheci a Catarina pessoalmente e fiquei maravilhada, pela pessoa que é, e pela bela família que tem. Espero sinceramente encontrar-te mais vezes, e aos pestinhas também! Parabéns!

Do Virtual para o Real

Sexta-feira de manhã tive um misto de sensações muito engraçadas. Vim de boleia para o trabalho e vínhamos em amena cavaqueira, a falar de atividades desportivas e de algumas limitações, quando chegámos a este diálogo:
 
I: Tenho uma amiga que tem dois gémeos muito engraçados, que parece que adivinham que eu tenho problemas nas costas e dão um jeito enorme a mudar as fraldas.
Chic’ Ana: A sério? Realmente as crianças são excecionais.
I: A Catarina tem 4 filhotes, todos eles com uma personalidade muito própria.


(Nesta altura já as minhas antenas estavam no ar, realmente eu tenho uma Catarina na blogoesfera que corresponde a esta descrição)


I: O Santiago e o Salvador foram batizados o ano passado. E este ano foram com os mais velhos à Disney..


(Bling, bling, bling, campainhas a tocar por todo o lado…. Isto já são coincidências a mais)
 
Chego ao local de trabalho, salto rapidamente do carro, corro para o pc e vou ao blog da Catarina. Abro a página e fico pateticamente a pensar: mas estou à espera de encontrar aqui escarrapachada a informação pretendida?
Concentra-te Ana, eu sei que ela publica imensas fotos. Portanto, qual detetive, lá fui eu à data provável do Batizado dos gémeos e voilá, lá estava a minha amiga numa foto. Fiquei com um sorriso de orelha a orelha e mandei logo um e-mail à Catarina. O meu problema era mesmo como abordar a questão sem parecer que a estava a perseguir, afinal podia pensar que eu era louca!
 
Contudo, a conversa correu de uma forma maravilhosa, ficámos a saber que tínhamos muito mais em comum do que inicialmente pensaríamos.. e agora só nos falta mesmo marcar um café..
 
Realmente há coincidências muito engraçadas. Mais uma das enormes vantagens da blogoesfera: o aproximar das pessoas, o alargamento do núcleo de amigos, e de amizades que podem mesmo saltar do virtual para o real. Alguém tem episódios semelhantes?

 

Este episódio vai ser relatado a duas vozes: a minha perspetiva e a da Catarina! Ora espreitam lá o que ela achou da minha abordagem! =)

 

mundoreal.gif