Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

Chic'Ana

“Não posso mudar a direção do vento, mas posso ajustar as minhas velas para chegar sempre ao meu destino” by Jimmy Dean

Chic'Ana

“Não posso mudar a direção do vento, mas posso ajustar as minhas velas para chegar sempre ao meu destino” by Jimmy Dean

Coisas da Gravidez

Toda a gente conhece de trás para a frente que as hormonas são terríveis, então em casos de gravidez podem deixar-nos completamente descontroladas. Já tinha ouvido falar de ataques de pânico, choro, ansiedades, mas nunca em ataques de riso. Ontem à noite, deu-me um ataque de riso, de tal forma, que não sei explicar sequer o porquê de me estar a rir.. Durou uns bons 20 minutos e acabou comigo a chorar e agarrada ao estômago, bom, pelo menos a tentar alcançá-lo por trás de uma barriguinha que já parece um balão.

 

Mas não era nada disto que eu queria dizer. O que me fez vir aqui foi abordar dois temas pertinentes.

 

A decoração do quarto

 

Se há um momento adequado para o fazer? Há quem queira esperar para saber qual o sexo do bebé, no nosso caso a criança decidiu não colaborar. Como tínhamos decidido dividir as maiores despesas mês a mês até ao nascimento, estava na altura de nos sentarmos e definir cores base para o quarto. Queríamos optar por tons que dessem para ambos os sexos. E a resposta veio em formato de presente. Ainda há quem diga que não há coincidências?! Pois é…

 

Nesse mesmo dia, recebemos 4 presentes: 2 da minha mãe e 2 da tia Ana Gomes. Não, não combinaram pois nem sequer se conhecem, mas escolheram precisamente os mesmos tons, bege clarinho e branco, que resultam numa combinação completamente angelical. 

Claro que foi um misto de emoções enorme! Foram as primeiras prendinhas que recebemos e de facto, tornaram-se especiais, ainda por cima prendas que são tão úteis e que nunca me passaram pela cabeça que fossem das primeiras coisas. Da mãe: uma almofada de amamentação feita por ela, super fofinha e versátil e um cueiro, a primeira roupinha para usar na maternidade, é unissexo apesar de parecer um vestido. Da tia: uma toalhinha para o banho com duas orelhinhas e um muda fraldas, que mais parece uma carteirinha, e que até dá pena utilizar!

prendas bebé.png

 

 

Obrigada, por nos ajudarem, não só a definir o que é realmente importante para um bebé (mãe de primeira viagem escolheria outras prendas), mas também por terem um papel decisivo na escolha das cores do quartinho. (Na imagem não parece, mas são efetivamente os mesmos tons)

 

Cenas dos próximos capítulos?!

 

A escolha do nome

 

Só vos digo uma coisa: Não está fácil!

pregnant-mother-problems-10.jpg

 

Uma mensagem importante

And so this is Christmas…  e o blog vai de férias, mas não sem antes deixar os meus desejos de Natal para todos vocês que deram um brilho extra a este meu ano: Para todos os que aqui vieram parar, por engano ou não, e que acabaram por ficar, para todos aqueles que comentam, para todos aqueles que deixam um bocadinho de si neste espaço, muito obrigada antes de mais. Desejo sinceramente que sintam a magia do Natal, que sintam a esperança e a renovação de um novo ano.

Da minha parte, segue um abraço muito, muito apertadinho.

 

ga991222eu8.png

 

Não se esqueçam dos vossos objetivos, aquilo para o qual trabalharam arduamente. Não esqueçam a vossa família e amigos, as pessoas que vos fazem sorrir e que estão sempre presentes. Espalhem a bondade, não apenas no dia de Natal, mas em todos os que vivam, acreditem que irão marcar e ajudar muitas pessoas. Sentir o coração quentinho é o melhor presente que podem ter, e é o meu maior desejo. 

 

ga791225.jpg

  

Um Feliz Natal e um 2017 repleto de sucessos a todos os níveis.

Para o ano cá nos encontramos com uma energia renovada.

  

Nota: E por favor, nada de puxarem a barba ao Pai Natal, acreditem que é verdadeira. Não se esqueçam do chá e bolinhos porque aquela barriguinha não se mantém facilmente.

Daltonismo

A propósito do texto de ontem, sobre o M não encontrar o frasco azul, houve muitas questões sobre o daltonismo. Ele não é daltónico, contudo, tenho dois grandes amigos que o são, e nunca me tinha apercebido da situação até um determinado momento.

 

Um dia no regresso da faculdade a altas horas, dá-se o seguinte diálogo no carro:

MT: Podes dizer-me rapidamente a cor do sinal?

Chic’ Ana: Está amarelo.

MT: Mas é daqueles que muda de cor?

Chic’ Ana: Não, acho que tem apenas uma cor intermitente. Podes passar, com cuidado.

 

MT: As cores daquele sinal mais à frente estão pela ordem correta?

Chic’ Ana: Sim, mas o que é que se passa? Não estás a ver bem?

MT: Estou cansado, mas essencialmente não distingo o verde do vermelho, oriento-me sempre pela ordem das luzes, sei que a primeira é sempre para parar, e a última para avançar.

Chic’ Ana: O quê? Já nos conhecemos há 4 anos e nunca me disseste nada?!

MT: E não tinha dito, mas estou realmente cansado e hoje a condução não está a ser automática…

Escusado será dizer que passei o resto da viagem a gritar verde ou vermelho!

 

 

Quando acabei a faculdade, juntei alguns amigos para me assinarem as fitas. A dada altura, dois deles trocam as fitas para lerem as dedicatórias e um deles sai-se com a seguinte questão:

Z: Olha, enganaste-te, colocaste aqui que a Ana tem os olhos azuis.

Chic’ Ana: Então, está certo.. eu tenho os olhos azuis.

Z: Hummm, então não são verdes claros?

Chic’ Ana: Não…. Mas….

Z: Pois, eu confundo um pouco as cores e como eu tinha a percepção que os teus são mais claros, sempre os atribuí a verde.

 

daltonico.jpg

 

E o que é isto do daltonismo? O daltonismo pode assumir também o nome de discromatopsia ou discromopsia. Consiste numa perturbação da percepção visual caracterizada pela incapacidade de diferenciar todas ou algumas cores, sendo que as mais frequentes de se baralhar são mesmo o verde e o vermelho. Esta perturbação tem normalmente origem genética, mas pode também resultar de lesão nos órgãos responsáveis pela visão, ou de lesão de origem neurológica.

Esta perturbação é mais comum de ser encontrada no sexo masculino, uma vez que o problema está geneticamente ligado ao cromossoma X. Como as mulheres têm dois cromossomas X, existe semrpe a possibilidade de um compensar o outro, o que explica a baixa incidência desse distúrbio entre as mulheres, contudo, também pode acontecer.

 

Querem saber se são daltónicos? Se conseguirem identificar todos os números na imagem abaixo, não são, se tiverem dificuldade em identificar todos ou algums, podem ter uma espécie de daltonismo.

 

test-daltonismo-590x452.jpg

 

Bem sei que o post é grandinho, mas têm o feriado também para o ler! Divirtam-se e até sexta =)

Uma história assustadora - A banheira

Na noite seguinte ao mistério do gatinho, os nossos pais mostraram-se reticentes em nos deixar na vivenda (mais que compreensível), portanto, ficámos no nosso apartamento de férias alugado, no 3º andar, onde os gatos não chegavam. Desta vez ficámos as 3.

Como eu não tinha muitos jogos, ligámos a televisão e estava a dar uma série do género dos “Arrepios”. Estávamos as 3 aconchegadas no sofá, nenhuma quis dar parte de fraca e continuámos a assistir, embora o medo fosse crescendo..

 

Às tantas começaram a vir uns barulhos estranhos da casa de banho, uma espécie de assobio. Nós encolhemo-nos e apelámos ao nosso lado racional. Ficámos em silêncio mais uns tempos, até que há uma embalagem que cai na banheira e faz um estrondo enorme.

Ok, já não era imaginação nenhuma, levantámos-nos, fomos espreitar para dentro da casa de banho e a cortina da banheira encontrava-se a abanar, suavemente, tal e qual uma respiração. Corremos para a cozinha, começámos a pensar que estávamos tramadas, que desta vez é que era, e pegámos em armas de defesa. Havia um rolo da massa, várias facas e, armadas como podíamos, voltámos à casa de banho.

 

A cortina continuava a abanar e uma delas não foi de meias medidas, toca de esquartejar a cortina. Não acertou em nada! Começámos a atacar a cortina desenfreadamente, até que esta ficou em farripas. Desistimos desta tarefa e pensámos que se lá estivesse alguém, devia estar encolhido no fundo da banheira, ou que já estava morto. Já estávamos a ver a vida a preto e branco, por detrás de umas grades, portanto o medo de sermos assaltadas, passou a medo de ter magoado alguém.

 

Abrimos a cortina a tremelicar, e a banheira estava vazia.. completamente vazia. Mas como é que a cortina abanava? Simples, estava uma janelinha aberta a fazer corrente de ar.. Como nenhuma de nós tinha janelas na casa de banho, nem nos passou pela cabeça tal cenário.

 

Rapidamente o medo do assalto, o medo de ter magoado alguém, foi substituído pelo medo de ver os nossos pais e de lhes explicarmos como é que tínhamos deixado a cortina da casa de banho em farripas. Ainda por cima de um apartamento alugado (Este último medo ainda foi mais agressivo que os outros).

 

Escusado será dizer que não ficámos mais sozinhas em casa o resto das férias, que tivemos de ir comprar uma nova cortina, e só não ficámos de castigo, porque depois da nossa explicação e da incredulidade, se desmancharam a rir…

 

mentirinhas_957 (2).jpg

Uma história assustadora - Um vulto no escuro

Ontem, feriado, foi dia também de recordar algumas histórias, e, como estávamos numa de conversar sobre fantasmas e coisas horripilantes, veio à baila um dos episódios mais divertidos e assustador de que tenho memória. Sendo assim, hoje e amanhã poderão contar com dois textos recheados de mistério.

 

Ora, o título deste post também poderia ser - "Porque não deve deixar as crianças sozinhas" - Já não éramos bem crianças, mas isso agora não interessa nada!

 

Quando tinha cerca de 11 anos, passávamos férias em Vilamoura, e nesse ano tive a companhia de 2 amigas: uma um ano mais nova, com 10 anos e a outra com 13 anos. Numa bela noite, os nossos pais foram beber café e dar um passeio, como não nos apetecia ir, fiquei na vivenda deles com a mais velha.

O tempo passava e nós muito entretidas com um jogo, quando de repente avistámos um vulto que se deslocava calmamente pelo terraço da vivenda. Ficámos logo em estado de alerta e vimos que as grades, tanto da varanda como da janela, se encontravam abertas.

Duas miúdas em casa, sozinhas, sem telemóveis, nem telefone fixo - era casa de férias portanto, não tínhamos como chamar ajuda. Estávamos cada vez mais assustadas e o vulto cada vez se aproximava mais das janelas, até que se sentou, de costas, e ali ficou durante instantes que nos pareceram uma eternidade.

Nós, já em pânico, decidimos que a melhor opção era mesmo sair de casa, a porta ficava no extremo oposto ao vulto, ele nem se apercebia do movimento. Fechámos tudo a 7 chaves (onde conseguíamos, e não tocando nas luzes), e fugimos rapidamente para o bar da piscina. Ok, havia imenso movimento, só tínhamos de esperar que os pais chegassem.

 

Sentámos-nos calmamente numa das mesas, até que a minha amiga se lembra que tínhamos deixado o cágado para trás. Ela adorava o animal e estava em tal estado de preocupação que decidimos regressar a casa para ir buscar o cágado, não fosse o ladrão levá-lo.

Regressámos, meias a tremelicar, abrimos a porta devagar, espreitámos pelas janelas e lá continuava o vulto sentado. Rastejámos pelo chão à procura do cágado, encontrámo-lo e toca de fugir novamente.

No instante em que colocámos os pés fora de casa, estavam os nossos pais a chegar. Corremos para eles, explicámos a situação e dirigimos-nos em passo acelerado de volta à casa.

Chegados lá, fizemos imenso barulho, eles verificaram o vulto, confirmaram que se encontrava ali alguém sentado e combinaram dar a volta à casa para o surpreenderem. As mulheres ficaram todas de plantão à janela a observar o que ia suceder e prontas a intervir se fosse caso disso.

Assim que ele se apercebeu que vinha alguém, levantou-se num ápice, e foi nesse instante que ficámos incrédulos a olhar para o suposto ladrão. É que este ladrão não tinha duas pernas, mas sim 4 patas.

Tratava-se de um gato que encontrou ali o sítio perfeito para descansar. O candeeiro da rua, projetava a sombra de tal forma, que de costas, parecia claramente uma pessoa!

 

Este episódio ficou para a memória, mas o de amanhã ainda consegue ser pior, ou melhor, e reunir umas quantas facadas!

  

calvin200102041 (1).gif

 

Quanto aos vencedores do passatempo, foram escolhidos através de Random, e aqui estão eles:

1 - Caixa de Verniz: Moralez;

2 - Caixa de Chá: José Augusto;

3 - Capa para livros: Ana Afonso.

Muito obrigada a todos pela vossa participação, espero que gostem dos artigos. Eu já os vi presencialmente e estão um mimo!

O Sapo

Após a descoberta de que tínhamos um sapo no terreno, qual foi a primeira coisa que fizemos? Investigar as suas origens: Não fazemos a mínima ideia de onde veio, uma vez que não existem pontos de água em redor. Demos uma volta para procurar alguma abertura nos muros e nada, só podia ter entrado por uma parte de rede, que ainda fica muito longe de casa. (Até nos colocámos a olhar para o céu para ver se tinha vindo com alguma ave que o deixou cair por ali.)

 

Bom, não resolvemos o mistério e chegámos à conclusão de que se veio da rede e saltitou até à casa, que ainda é uma grande distância, devia estar à procura de água. Qual foi então a segunda coisa que fizemos? Pois claro, preparar um local que ficasse sempre húmido para se sentir em “casa”. Comprámos um programador para instalar na torneira, e de 2 em 2 dias, corre água por 10 minutos, para alimentar o charco particular do sapo e ir renovando o local (agora com as chuvas vai ficar desligado). Tem também uma telha onde se pode esconder, e um canteiro particular que ele adora, porque instalámos rega automática, fica atrás de uma árvore, sempre à sombra e fresquinho, tudo o que um sapo podia querer.

 

O que sabemos agora? Sabemos que se sentiu bem na casinha arcaica que lhe arranjámos, e, de vez em quando somos brindados com a sua presença - daí ter-me lembrado de como nos tínhamos conhecido.

 

Agora estou preocupada com outra coisa: será que o sapo tem de fazer dieta? Parece-me que está a ser muito bem alimentado, e não, não pensem que ando a apanhar moscas para ele ou comida própria. Desde cedo demonstrou que se safa muito bem sozinho. Será que tenho de lhe comprar uma rodinha de hamster para fazer exercício?

 

sapo.png

Precisa de um ligeiro empurrão para andar um pouquinho, apreciem: sapo.mp4

 

 

Os animais que aparecem lá por casa têm tendência a ficar. Felizmente não são muito dispendiosos e fazem as nossas delicias!

Passatempo Ana Silva Artesanato

Hoje trago-vos um post que me enche de orgulho. A Ana Silva Artesanato uniu-se aqui ao blog para vos oferecer uma ou mais peças, e já vos explico tudo de seguida.

 

Este é um projeto que eu posso dizer que vi nascer: o que começou somente por ser um simples passatempo, transformou-se pouco a pouco numa paixão, que apenas mãos hábeis e competentes são capazes de desenvolver. Trata-se de artesanato puro, complexo e português.

A Ana Silva, sempre simpática e prestável apresenta-nos de tudo um pouco: desde prendas originais para bebés, adolescentes e adultos de ambos os sexos - bolos de fraldas, caixas de costura, bolas de Natal, molduraslembranças para batizados são apenas uma pequena amostra de tantas outras coisas que podem encontrar na sua página, aqui!

 

Vamos ajudar a divulgar este projeto?

 

blog.png

 

Quanto ao passatempo, vamos ter um vencedor que poderá escolher um dos itens acima, qualquer um! Se tivermos muitas inscrições, retirarei dois vencedores, e se as partilhas forem realmente muitas, teremos 3 vencedores, e portanto, mais hipóteses de serem vocês os escolhidos.

  • O primeiro artigo consiste numa caixa mais direcionada para as senhoras: eu tenho uma e adoro-a, serve para guardar os vernizes (16) ou batons;
  • O segundo artigo é uma caixa para guardar os pacotinhos de chá com 4 divisórias;
  • O terceiro artigo é uma capa para livros, que serve para qualquer tamanho, uma vez que é ajustável.

 

Para se habilitarem ao sorteio só têm de cumprir dois requisitos:

1 - Colocar um gosto na página da Ana Silva Artesanato;

2 - Colocar um gosto na página da Chic' Ana.

 

Passatempo válido até 28 de Outubro. Os resultados serão divulgados dia 31 de Outubro.

 

Acede aqui ao formulário

 

Qualquer um dos itens é personalizável a gosto. Por exemplo, eu sou fã da caixa de chá, e já pensei em mandar fazer uma em tons de amarelo, branco e preto, para ficar de acordo com a minha cozinha e poder oferecer chá às visitas com um requinte diferente! 

 

Vamos inovar neste Natal e oferecer presentes originais e personalizáveis? Ajudem a partilhar. OBRIGADA!

 

anasilva.png

Numa de ajudar

Infelizmente o desemprego é uma realidade cada vez mais triste e avassaladora, ninguém está seguro a nível profissional e, desta vez, este infortúnio calhou ao nosso amigo Smurf.

Ontem recebi um e-mail com um pedido de ajuda para divulgar a sua experiência profissional e questionar se alguém está a par de alguma proposta, de alguma vaga nem que seja em part-time.

 

Relativamente a experiência profissional, sempre trabalhou na área da banca e seguros. Os últimos empregadores foram o Barclays e o Santander Totta. Possui o Curso Geral Bancário no Instituto de Formação Bancária, tendo conhecimentos variados, nomeadamente em Cálculo Financeiro / Contabilidade Geral e Bancária /Economia / Operações Bancárias Gerais I e II / Operações Bancárias Estrangeiro I e II / Mercado Financeiro I e II / Direito Bancário / Marketing e Serviços Bancários.

 

Se alguém souber de alguma oportunidade ou tenha alguma sugestão de como atuar, agradeço que deixem aqui nos comentários.

 

 

 

E já que estamos numa de ajudar, a Magda lançou-nos dois desafios a semana passada, que eu deixo também aqui:

- Vamos alimentar uma biblioteca e provar que uma pequena aldeia na Madeira também pode ter uma boa coleção de livros?

  

- Quem puder ajudar a Movimento Animal, tal como tantas outras instituições animais que carecem desesperadamente de fundos, pode fazê-lo aqui e habilitar-se a ganhar um miminho.

 

Juntos somos mais fortes, e juntos conseguimos pequenos milagres! Se possível partilhem este post, para que chegue a mais pessoas.

 

Obrigada!

shutterstock_47641933.jpg

 

Um ano de Chic' Ana

aniversc3a1rio-mafalda.jpg

 

Foi há precisamente um ano, um ano que fiz o meu primeiro post no blog. Confesso que foi com um misto de receio e de entusiasmo que o fiz pela primeira vez. O que será que me esperava?! O que eu queria, sabia-o bem: um escape do dia-a-dia.

 

 

Há uns meses atrás eu escrevia: “Este blog transformou-se pouco a pouco, num local onde me sinto bem, onde sei que posso ser eu própria sem qualquer restrição. É um blog intimista, quase como um diário da era moderna, na medida em que, escrevo sobre situações reais que me acontecem. Inspiro-me em situações que eu vivi, presenciei ou de alguma forma me marcaram.

 

Pouco a pouco esta partilha, através dos diversos comentários, através da interação, começou também a transformar o meu dia. Comecei a ter em conta determinadas opiniões, comecei a acompanhar vivências e a partilhar mesmo problemas do quotidiano. No fundo, estas pessoas que existem por trás do teclado, tanto do computador, como do telemóvel, transformaram-se em amigos. Sim, em alguns casos, muito mais presentes que os amigos ditos reais. São pessoas com quem me relaciono diariamente, são pessoas com as quais simpatizo e criei laços verdadeiros. São pessoas que por vezes me fazem pensar "o que andará a fazer x?", ou mesmo recordar episódios e sorrir...

 

Um ano depois há algumas caras que eu não posso, nem quero esquecer e que de alguma forma mais marcaram este percurso.

Já que o Sapo não linkou muita gente, desafio-vos a encontrarem-se:

 

A Duquesa e o seu gato, a minha blaranja, sempre presente e disponível. A minha Sofia, com as suas maluqueiras que tão bem compreendo. Uma Gata sem papas na língua e sempre certeira. A Nay, com sábios conselhos e sempre positiva. Uma Mula com os coices mais gentis da blogoesfera. A Kikas, sempre amorosa e com uma palavra amiga. A Débora, com as suas peripécias pela Suíça. A Ana, o caos sempre organizado e as inúmeras coincidências. A Tixa, que tive o prazer de acompanhar na gravidez à distância. A Cristina, que me coloca sempre um sorriso na cara. A Fashion, com os seus textos magníficos. A Green que tem o poder único de refilar comigo mas acabarmos sempre em bem. A Lou, com os seus belos trabalhos e histórias. A Marta, a minha super mulher, com uma postura que eu admiro. A Catarina, uma super mãe sempre divertida. O Moralez, a alegria em pessoa. A Sónia, com as suas belas imagens. As Ladys, o grupo mais animado por estas bandas. A M-m com quem adoro conversar. A Ana Rita, mais uma doida de serviço. A Sofia, com as suas aventuras. A Joana, sempre a espalhar charme no meu caminho. A Sara com os seus visuais e traquinices. A Isabel, que não deixa a minha moda por mãos alheias. A Kat, sempre a tentar-me com os seus looks e programas. A minha Princesa, bem humorada e com aventuras a dois. Um Pingo de mel para adoçar o meu dia. Um senhor que nada tem de solitário. Os bastidores sempre com ideias magníficas. A Maria, com a sua experiência e simpatia. A Inês, com produtos tentadores. A Sofia, sempre atenta à seleção. O Malik, com uma poesia de encantar.  A Fia, sempre inspiradora. A Ana que me arranca sorrisos e me ensina mais sobre a vida. A Miss DC, com um humor muito próprio e divertido. A Anita e as aventuras do seu mini. A Magui cujo blog é sempre uma surpresa. O Paciente, companheiro de longas conversas. O Manual da Moda, para estar sempre a par das tendências. O Torcato que me ensina sempre algo. O Lápis Roído que me faz dar gargalhadas em pleno open space. A bailarina cujos posts bailam pelo meu olhar. O João com os seus vídeos encantadores. A Liz, sempre em busca de equilíbrio. O Aflores que me inspira a querer sempre ir mais além. A Caracol e a Bruxinha, as cunhadas que são uma autêntica fonte de sorrisos. A Célia, a nossa figura da autoridade que nos coloca em sentido. A Cátia, uma rapariga normal, que me encanta pela simplicidade. A M&M, a nossa emigrante que nos surpreende com os encantos de África. E quem diz que não a uma melhor amiga? A Pink, sempre com uma palavra amiga, sempre disposta a ajudar. A xxx que nos faz meditar. A Jessica Rabbit sempre pertinente. A Maribel, sempre pronta a educar! A Maria uma vozinha da razão. A Paula, a mestre no ponto cruz. A Mãe Maria sempre com relatos pertinentes. A Ana, a nossa quarentona super divertida. O Hetero Doméstico, que me desperta sempre um sorriso gigante. A Inês, com os seus pratos tentadores. O Pedro, somente a um continente de distância. A Joana e as suas aventuras por Marrocos, atualmente. A Isa, que faz da moda um brilharete. O Francisco, com os seus diários e notícias fresquinhas. A Cláudia, com um blog diário que me faz querer saber o que anda a tramar. A Isy, com os seus resumos diários. A Inês e o seu jeito para o desenho. O Carlos que nos convida sempre para um amável café. A NES sempre assertiva. A F, com tantas verdades que nos fazem pensar. Os Bloggers, sempre com locais encantadores. O Lynce, que seja muito bem vindo ao sapo, fazia aqui falta. A Lis e os seus toques de magia. A Aninha, sempre sorridente. A Maggie, com um estilo único. O Samokal, sempre com algo para nos ensinar. A Maria sem qualquer limite. A Andreia, sempre disposta a abrir uma gaveta de sua casa. Os segredos de uma quinta ás nove? Podem ser vistos aqui. A Cris que tão bem nos faz sonhar. A Maria, alguém recente, mas que está aqui para durar. A Sara, sempre com o seu sarcasmo e agora apaixonada! A Margarida com as suas peripécias hilariantes. Little, que é feito de ti? Também aqui tens o teu lugar. A Inês e os seus visuais. A Nina com as suas aventuras. A Rute e o seu maravilhoso sorriso. A Miúda e a Miúda que tanto me ensinam a cada dia. A Joana com a moda sempre em dia. A Sntnela, com textos que me fazem meditar. A Avelã com receitas de encantar. A Joana sem papas na língua. A Kelly que me faz sonhar com o casamento. A Filipa muito sorridente. A Francisca, sempre inspiradora. E que me dizem a um bom livro do pensamento? A Manu, com lindas palavras e imagens. A Ana que tanto me inspira a cozinhar! Peripécias num supermercado? Ninguém melhor que a nossa Lupa! A Ana Freire com as suas belas imagens. A Carolina com o blog que me faz sonhar. A Golimix, uma fonte de inspiração, uma lutadora. A Rute com posts sempre divertidos com a sua Kikas. Sempre em sentido com a Captain. A Maria com truques e dicas sempre boas. A Sofia, a nossa principessa. A Marta com os seus gatinhos e entrevistas. A Filipa, sem qualquer dúvida, mas que tantas interrogações me coloca. A Tea, sempre com a sua chávena quentinha. A Maria, a quem nunca faltam as palavras. A Magda, a nossa devoradora de livros. E porque o Drama também faz parte da nossa vida, nada melhor que a sua rainha. E quem se atreve a abrir a Caixa de Pandora? A JP que anda desaparecida por terras de sua majestade. A Just, sempre com um sorriso a acompanhar, e por falar em sorriso, mais um para verificar!. Nada de ficar com Nervoso Miudinho, que há aqui muito blog pela frente ainda. O Andy que por vezes parece que anda por outras galáxias. Uma Fatia recheada de surpresas. Duas Mulheres e Meia, com tudo o que nos rodeia. A Sara, com bonitas palavras. A B sempre com novidades. A Lua, que nada é sem o sol. A Teresa com aplicações relevantes. A Mãe dos PP's, sempre divertida. Tralhas à solta e a saltitar. A Tatiana sempre em busca de algo. Não percam qualquer informação pelo caminho, com o nosso Informador. A Gata que precisa de amigas, mas que está rodeada delas. A Vanessa, sempre sorridente e simpática. O Kok que nos desperta sempre um sorriso. A Us4all que me ensina hábitos alimentares saudáveis. Um suricata conquistador. Especial e única só há uma. A Mónica, mais desaparecida, mas com o seu lugar garantido! Sou mais eu, contigo. A Carina com o seu fiel companheiro. O espaço do bolinha de pêlo. A Sofia e o seu dia a dia. O nosso grande Escritor. A menina e o seu Jonas. A Simone, de mochila às costas. O meu companheiro do Armandinho. Aqui que ninguém nos ouve podemos sempre contar um belo segredo. A Erika que me serve sempre um copo de vinho. A Ellie e as suas tropelias. Outro local onde podemos rir estupidamente. A Lêh, sempre com textos cativantes. Uma esplanada muito agradável para tomar um chá a quatro mãos. E quando é o amor que tem palavras? Nada como um belo presente para a boca adoçar! A Isa com o sua forma de escrever que me cativa. A Ana, sonhadora. A Miss Pepper, com todos os riscos bem calculados. E com um pó de perlimpimpim estamos quase a chegar ao fim.

Dos blogs que tenho conhecido recentemente, mas que já se tornaram assíduos: My kind of Joy, Simples Assim, Casal Irrequieto, A Cláudia Ralha e o prazer na cozinha, Mami, acho que já estavas mais acima também! A Tânia, A Annah & the blog, A Marya Ana, A Matilde, A charmosa e a Daniela Silva.

 

E como o Último fecha a porta, que seja ele a fechar esta lista interminável de pessoas maravilhosas que contribuíram para o crescimento deste blog, alojado no Sapo e com a preciosa ajuda de uma equipa ao dispor.

 

 

O meu muito obrigada a todos, os que aqui estão, aos que me subscreveram, e a todos os que aqui não estão, pois certamente esqueci-me de muitas pessoas chave, mas que estão presentes no meu coração e que serão acrescentadas assim que me aperceber do lapso!

 

Obrigada!!!

 

258371543.jpg

 

E preparem-se para as novidades que estão a chegar... 

O que um passarinho nos pode ensinar?

Admito que quando recolhemos o passarinho no chão, e o alimentámos nunca esperámos receber tanto, mas tanto em troca!

Mal chegámos a casa no sábado, apareceu logo o nosso amigo para nos receber. Parecia que estava com saudades, carente, nós queríamos fazer as nossas coisas e ele não saía de ao pé de nós. Queríamos acabar as obras, pintar o que estava em falta e ele sempre de volta dos apetrechos. Incrível... Isto é normal num passarinho?!

 

O seu lugar favorito continua a ser sem dúvida as cabeças, quer estejam cobertas por chapéus ou não, adora...

 

Assim que fomos buscar a caixa da comida, ficou maluquinho, reconheceu-a de imediato e queria entrar para dentro dela. Chegou mesmo a cair de cabeça dentro da caixa, ficando todo amarelo. 

IMG_20160910_112244.jpgSó descansou quando comeu da nossa mão.

IMG_20160910_112305.jpgPodíamos ter qualquer outro animal de estimação, mas este é definitivamente especial pois nunca esperámos tal demonstração de carinho, de amizade, de um passarinho, que é livre e que escolhe ficar por perto!

Amanhã tenho uma história hilariante para contar que o envolve.