Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

Chic'Ana

“Não posso mudar a direção do vento, mas posso ajustar as minhas velas para chegar sempre ao meu destino” by Jimmy Dean

Chic'Ana

“Não posso mudar a direção do vento, mas posso ajustar as minhas velas para chegar sempre ao meu destino” by Jimmy Dean

One Smile a Day com.. a Diana

A minha convidada de hoje é a Diana, autora do blog A vida de Diana. Até há bem pouco tempo não escrevia com o seu verdadeiro nome, mas decidiu revelar-nos este pequeno segredo. Descreve-se a si própria como: “Quase Trintona, Mau Feitio Colossal. Curiosa, Perfeccionista, Observadora. Humilde e  Feliz.”  Pelo que eu conheço deste blog recente, e do outro que acompanhava, é sempre simpática, tem o dom das palavras, de escrever pequenos textos, mas intensos e repletos de significado. É quase como um diário. Visitem, vão gostar! (O mau feitio colossal nunca se faz notar)

  

Quando disse que, se me convidasses para participar na tua rubrica, já sabia que história contar, nunca imaginei que isso acontecesse no mesmo dia.

Obrigada, desde já, pela tua simpatia diária e pelo teu bilhete de entrada para o teu trabalho no blogue.

Sempre que lia as histórias que publicavas, lembrava-me sempre daquilo que me aconteceu e fartava-me de rir sozinha. Então, passemos ao que interessa.

 

Apesar de ser um relato curto, na altura, deu-me muitas dores de cabeça, literalmente, hahaha.

 

Devia ter uns 12 anos, talvez, andar no sétimo ano, e a minha escola decidiu levar a criançada à piscina pública da terra. Eu não sei nadar mas ia animada na mesma. Provavelmente, seria a primeira vez que lá punha os pés.

Tivemos de ir de autocarro porque, embora o trajecto fosse curto, éramos muitos. Bem, lá fomos nós e passamos a tarde toda dentro de água, a brincar.

Chegou a hora de tomar banho e trocar de roupa. Fomos todos, tudo ao molho e fé em Deus.

No início, tínhamos sido avisados da hora de partida e, como seria de esperar, pequenita que era e sem noção, atrasei-me. Quando me apercebo que já toda a gente estava no autocarro, à espera, fico super aflita, pego nas minhas tralhas e desato a correr.garfieldvidro.jpg

Não sei quem foi a alminha que, quando construiu o edifício das piscinas, decidiu fazer tudo em vidro. Pois, aquilo estava tão limpinho, que não me apercebi. Então imaginem a minha corrida a "100 kms/hora" e um choque massivo contra a porta. Hahahaha.

Só não me esborrachei no chão por sorte e fiquei com uma dor de cabeça que durou horas.

 

Por vezes sou impulsiva, e fiquei tão curiosa com a tua história, que o convite foi logo feito e aceite na hora.  E não podia ter vindo em melhor altura, pois sempre que me lembrava do teu texto, sorria. Acredita que passei a semana em pulgas para o publicar!

 

Muito, muito obrigada. Consigo perceber perfeitamente o teu drama, pois a “minha” piscina também é toda vidrada e por vezes acontecem acidentes.

ga810323.jpg

 

Bom fim de semana! Aproveitem para concorrer ao passatempo aqui. Sem requisitos obrigatórios! 

228 comentários

Comentar post

Pág. 1/7